Eleições na Argentina: 100 argentinos votaram em Brasília

Reprodução/ Facebook 19.11.2023 Votação ocorreu na Embaixada da Argentina na capital federal brasileira

publicidade

Votação ocorreu na Embaixada da Argentina na capital federal brasileira
Reprodução/ Facebook 19.11.2023

Votação ocorreu na Embaixada da Argentina na capital federal brasileira

A Embaixada da Argentina na capital federal brasileira informou que 100 argentinos votaram em Brasília — dos 365 aptos a votar — no segundo turno da eleição presidencial do país vizinho, que ocorreu neste domingo (19).

A presença superou os 94 votantes registrados no primeiro turno. A embaixada já esperava que não fosse atingido o número total de aptos, porque entre os habilitados para votar em Brasília estão, por exemplo, moradores argentinos de Manaus.

As urnas fecharam às 18h e a contagem dos votos já começou. A previsão é que o resultado saia a partir de 21h, segundo o secretário interino da Câmara Nacional Eleitoral, Sebastián Schimmel.

“Como certamente será uma eleição acirrada, teremos que esperar até que 98% dos votos tenham sido contados”, disse o secretário no sábado (18).


As urnas do segundo turno da eleição presidencial argentina fecharam às 18h deste domingo (19) e a contagem dos votos já começou. A previsão é que o resultado saia a partir de 21h , segundo o secretário interino da Câmara Nacional Eleitoral, Sebastián Schimmel.

Leia Também:  Exame para certificação de jovens e adultos chega a mais de 1 milhão de inscritos

“Como certamente será uma eleição acirrada, teremos que esperar até que 98% dos votos tenham sido contados”, disse o secretário no sábado (18).

A cientista política argentina Paola Zuban, explicou ao Último Segundo que no país até às 21h não se pode publicar dados sobre os votos: “A partir dessa hora, a Justiça Eleitoral começa a subir os dados no aplicativo Elecciones Argentina 2023, que se habilita a partir das 21h.”

Para a especialista, caso Sergio Massa, candidato de centro-esquerda e ministro da Economia, vença o pleito contra Javier Milei, candidato ultraliberalista, há chances de manifestações nas ruas.

“No nosso último estudo, 38% das pessoas disseram que ‘se Massa ganhar, é por fraude'”, afirmou ela. Confira a entrevista completa neste link.

Fonte: Nacional

COMENTE ABAIXO:

Compartilhe essa Notícia

publicidade

publicidade

publicidade

Previous slide
Next slide

publicidade

Previous slide
Next slide