Percorrida da Bandeira da Imaculada Conceição retorna após 04 anos e fiéis visitam casas e ruas diamantinenses com bênçãos

Foto por: Kelve Rodrigues / Anna Capistrano

publicidade

Uma tradição com cerca de 200 anos continua viva na cultura diamantinense, a Percorrida da Bandeira da Imaculada Conceição retornou às ruas do município neste sábado (18.11), após 04 anos de paralisação devido a pandemia da covid-19. Com a presença de devotos, integrantes da Velha Guarda e do Conselho Municipal de Cultura, músicos e equipes de apoio da Prefeitura de Diamantino, o primeiro dia de Percorrida aconteceu no Bairro Pedregal e seguiu até o Centro Histórico de Diamantino.

Este ano, a tradição ainda acontece nos dias 25 de novembro com início na Av. Diamantino até a Travessa da República e 02 de dezembro a partir da Travessa da República até a Igreja Matriz Imaculada Conceição.

Há mais de 35 anos participando da Percorrida da Bandeira, a devota Laura Dias, de 47 anos, recebeu em sua casa todos os devotos com um café da manhã especial. O intuito foi que os fiéis pudessem se preparar para a manhã de caminhada e visitas.

“É um momento muito importante, pois traz a recordação de todos meus entes queridos que já se foram e que também participaram da percorrida. Venho de uma família muito tradicional onde todos cresceram devotos. Entrego esse café da manhã com muita alegria e de coração, torço para que a percorrida continue forte em nosso município.”

Leia Também:  Secretaria da Saúde lança campanha de multivacinação para crianças e adolescentes em Diamantino

Mylene Paese, servidora da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo que está como coordenadora de apoio da ação, comentou sobre a importância da valorização da cultura material e imaterial do município ao longo dos anos.

“A Percorrida é um patrimônio imaterial da cultura de Diamantino, por isso é muito importante a união de esforços para que essa tradição continue a ser valorizada e transmitida de geração para geração. Estamos sendo agraciados com o retorno dessa percorrida, após momentos difíceis durante a pandemia e estamos muito felizes em ver as pessoas abrindo suas portas e recebendo a bandeira com muita emoção.”

Integrante musical assíduo da Percorrida, Deonei Vieira de Barros (Rambo), de 59 anos, toca o instrumento surdo e compartilhou que iniciou na devoção junto ao seu pai, que também era músico.

“A música sempre me acompanhou, desde pequeno o meu pai tocava e eu sempre quis aprender também. Em dias de percorrida e procissão vínhamos do sítio para participar, meu irmão, mãe, pai e eu. Após o falecimento do meu pai decidi que sempre estaria presente apresentando a minha fé. Hoje estou aqui, feliz em poder continuar o que amo fazer.
Participante da percorrida desde os 15 anos de idade, Cláudio Santana Guimarães, de 84 anos, se emocionou ao relembrar os anos de fé e dedicação à tradição.

Leia Também:  Porta-bandeira da Portela sofre racismo em aeroporto, denuncia família

“São mais de 60 anos de devoção, é muito importante para mim estar aqui hoje. Aprendi com os meus bisavós e me sinto emocionado em praticar a minha fé novamente. Tenho gratidão em poder caminhar ao lado da bandeira da Imaculada.”

Durante todo o trajeto os participantes contaram com o acompanhamento da Polícia Militar de Mato Grosso, por meio da 9ª Companhia Independente de Diamantino, da Secretaria Municipal de Saúde, através da ambulância do Pronto Atendimento Municipal e com o suporte da Secretaria de Cultura e Turismo por meio da distribuição de água.

Fonte: Prefeitura de Diamantino MT

COMENTE ABAIXO:

Compartilhe essa Notícia

publicidade

publicidade

publicidade

Previous slide
Next slide

publicidade

Previous slide
Next slide